terça-feira, 21 de fevereiro de 2012


OS TEMPOS SÃO CHEGADOS
 
"Amados irmãos, aqui estou novamente em comunicação com todos vocês... 
QUE A PAZ ESTEJA PRESENTE!
Para conseguir que mensagens como estas cheguem até vocês, da nossa parte, necessitamos ativar determinados mecanismos e aparelhos de alcance interdimensional. Através desses aparelhos especialmente preparados para esta finalidade, conseguimos emitir três raios de luz que, após ultrapassar as barreiras dimensionais, alcançam a "antena" ou canal telepático da pessoa que escolhemos para ser nosso canal retransmissor e, assim, emitimos por esses feixes de LUZ/ENERGIA as nossas mensagens.
A maior dificuldade em realizar essas comunicações é a quantidade imensa de energia-formas-pensamento de ódio existentes na atmosfera do seu planeta. O ódio emitido pelos pensamentos/emoções desequilibrados geram nuvens extremamente densas e pesadas e é devido à existência delas que temos de tomar muitos e muitos cuidados com vocês. Para destruir o planeta não é absolutamente necessária nenhuma bomba atômica ou meteoro gigante chocando-se com Shan (Terra), pois os pensamentos e as emoções dos humanos são bombas muito mais devastadoras do que as atômicas. Pensem bem sobre isso.
Amados irmãos, tudo o que podemos, dentro das Leis Universais, nós temos feito para que o planeta e sua civilização possam passar à nova Terra Prometida, mas precisamos da ajuda e colaboração de todos, pois todos são responsáveis por tudo o que acontecer à Terra. A nossa participação nos acontecimentos é limitada pela sua escolha, pois existem somente duas formas de se entrar para a nova consciência: ou pelo amor/consciência ou pelo ódio/sofrimento; a decisão é exclusivamente sua e não nossa, nunca se esqueçam disso. 
Temos transmitido avalanches de mensagens e ensinamentos sagrados à Terra e o que vocês tem feito com essas mensagens? Acaso elas foram tranmitidas apenas para se transformar em mais um modismo ou objeto de curiosidade? Ou são para despertar consciências adormecidas no macio véu da ignorância de si mesmos e das Leis do Cosmo?
O momento é de ação, de se colocar em prática o que foi aprendido e a única forma disso acontecer é vivenciando, assumindo as responsabilidades, praticando no dia a dia os ensinamentos dos Mestres. Não existe nenhum mérito naqueles que lêem muito, sabem muito, mas não praticam. A prática é uma exortação à Sabedoria dos Mestres, é a única maneira de se galgar a escada da iniciação solar. Filosofar com palavras bonitas pode ser muito interessante, pode até projetar alguém na sociedade, mas de forma alguma diante do nosso Pai Criador.
Queremos dar a visão da realidade ao homem terreno, porque duas linhas paralelas cercam-na completamente, portanto o homem não vê a realidade, mas uma ilusão mental-temporal. Diante e dentro dessas linhas, está a auto-destruição do homem, pois ele, não vendo a realidade maior, apenas vê a sua própria criação e não existindo amor nela, tudo o que ele vê é somente o ódio e o ódio não foi criado por Deus. 
A mente humana, ainda, é tão limitada que torna-se muito difícil explicar todos os mecanismos que regem o planeta e seus seres. De tudo o que sair da mente e do coração do ser humano e não tiver Amor verdadeiro, incondicional, fraterno e solidário, ali existe a energia chamada ódio, ali existe desarmonia, desequilíbrio e gerará dor e sofrimento para alguém ou para muitos e depois essa mesma energia voltará à fonte emissora multiplicada, por ter se agregado a outras energias semelhantes durante a sua jornada pela atmosfera do planeta.
Por favor, entendam! Muito cuidado com o que pensam, analisem sempre se os seus pensamentos são de amor, respeito e harmonia, analisem se os que falam não gerarão discórdia ou lágrimas aos seus semelhantes; lembrem-se sempre: TUDO O QUE FIZEREM AO SEU SEMELHANTE, ESTÃO NA VERDADE FAZENDO A SI MESMOS! Não existe "semelhantes", esta palavra é somente uma forma de expressão, pois todos são um só: TODOS SOMOS NÓS E NÓS SOMOS TODOS! Lembrem-se: Deus é um só e todos os seus "filhos" são na verdade, as "células" do seu imenso corpo de ENERGIA-LUZ. A separação, as fronteiras existem somente dentro das suas mentes, elas é que estão divididas e não o Cosmos.
Nenhum ser humano na terra é terrestre, todos vocês são originários de onze sistemas solares e estão aqui exilados, porque transgrediram as Leis imutáveis do seu Pai e, enquanto, não entenderem que tudo, no Universo criado, é um só, as portas da volta para a sua verdadeira casa estarão fechadas, pois lá de onde vieram, existe a Perfeição da Unidade da Criação, lá não entra o ódio que alimenta os seus corações e carrega a sua carne com as vibrações da morte.
Lá nós nos alimentamos das energias da Fonte da Vida e, aqui, vocês precisam matar para viver. Mas a única forma de alcançarem o mérito do reencontro com os seus Irmãos Cósmicos será se conseguirem trazer o mínimo para o máximo, o imperfeito para o perfeito, o feio para o belo, o triste para o alegre, o limitado para o infinito, a mentira para a verdade, a desespero para a esperança, a guerra para a paz, o nervosismo para a calma, o ódio para o amor e a morte para a vida. A humanidade terrestre precisa ser redimida para se libertar da prisão egóica. 
A nossa missão na Terra é a missão do Cristo. Nós somos o seu "Exército", as Luzes que vem na frente, abrindo o caminho para a sua chegada e eis que Ele não só vem como já está, ele já chegou, porém, paralelamente aqui sempre esteve e daqui nunca saiu, porque se assim fosse não mais existiria vida neste planeta. Ele está em tudo aquilo que é o seu corpo-energia-luz, o Universo como ele é visto pelo seus telescópios e também tudo o que está além do que os olhos carnais, limitados, conseguem ver, é Cristo.
 "PAZ, VIDA E LUZ PARA TODOS!"
Ashtar - Sheran – Comandante em Chefe da Frota dos Homens do Espaço
Canal - Ergom

terça-feira, 14 de fevereiro de 2012


Ex-presidente Eisenhower, dos EUA, teve 3 encontros secretos com ETs, diz ex-assessor

14/02/2012
Ex-presidente estadunidense Dwight D. Eisenhower.
Em artigo publicado hoje no site noticias.uol.com.br, Timothy Good, um ex-assessor presidencial dos EUA, informou que o ex-presidente daquele país, Dwight D. Eisenhower, teve encontros secretos com ETs.
Segundo o ex-assessor, foram três encontros com esses seres.  Os encontros ocorreram na base aérea do Novo México, em 1954, contando com a presença do FBI e teria sido marcado por meio de mensagens telepáticas.
Timothy é um ex-c0ngressista e consultor do Pentágono, e fez a revelação ao Frank Skinner, apresentador da BBC2, no programa chamado Opinionated.  Ele declarou que autoridades do mundo todo mantêm contato regular com extraterrestres há décadas.
Alienígenas têm feito contato formal e informal com humanos em todo o mundo e em todos os níveis de vida“, disse Timothy.
Eisenhower, que era conhecido pela forte crença na vida em outros planetas, foi presidente de 1953 até 1961.  Na época, para encobrir as reuniões com os ETs, o governo informou que o Eisenhower estava em viagem de férias para Palm Springs, Califórnia.
Segundo Timothy, os alienígenas que o ex-presidente teria encontrado eram de duas raças distintas: uma delas tinha aparência nórdica e a outra se dizia pertencer ao grupo de “Greys”.
Sabemos que 90% dos registros de OVNIs podem ser explicados de modo convencional. Entretanto, eu diria que milhões de pessoas em todos o mundo já viram, realmente, algo real“, disse Timothy Good.
Como já havíamos comentado aqui em nosso site, mais e mais a imprensa convencional/corporativa parece estar publicando artigos relacionados a este nosso assunto favorito.  No exterior isso já vem ocorrendo com mais frequência há aproximadamente um ano, e talvez agora comecemos a ver o mesmo fenômeno ocorrer com a imprensa nacional.
n3m3
Fonte: noticias.uol.com.br
Colaboração: Rgidorino


Leia mais: http://ovnihoje.com/2012/02/ex-presidente-eisenhower-dos-eua-teve-3-encontros-secretos-com-ets-diz-ex-assessor/#ixzz1mQ4yH9E3
ARMADILHAS E CILADAS NO CAMINHO DA ASCENSÃO-Por Dr. Joshua David Stone
“Nas minhas viagens pela vida como ser espiritual, psicólogo espiritualista e discípulo do caminho, tomei consciência de muitas das armadilhas e ciladas que se encontram no caminho espiritual. Considero-me até especialista no assunto, pois tive a experiência de cair na maioria delas.
Recomendo, convicto, a meditação sobre a lista que apresento a seguir. Embora breve em palavras, é profunda em intuições. O meu propósito ao partilhar estas situações é poupar, ao maior número de pessoas possível, sofrimento desnecessário, carma negativo e os atrasos no caminho da ascensão, provocados pelo desconhecimento e pela ignorância.
O caminho espiritual é bastante fácil num plano e incrivelmente complicado em outro. O ego negativo e as forças das trevas espalham sedução e apegos, imensos complexos e ardilosos desafios em cada passo do Caminho.
Cometer erros e cair nessas armadilhas é normal. A minha preocupação é evitar que as pessoas que buscam o seu Caminho, fiquem enredadas nas ciladas por longos períodos, ou mesmo vidas inteiras.”
Eis, então, as armadilhas e as ciladas mais comuns:
1. Abrir mão do seu poder pessoal, concedendo-o a outras pessoas, à mente subconsciente, ao ego negativo, aos cinco sentidos, ao corpo físico, ao corpo emocional, ao corpo mental, à criança interior, a um guru, aos mestres ascensionados, a Deus, a tudo o que for externo.
2. Amar os outros, mas não a si mesmo.
3. Não reconhecer o ego negativo como fonte de todos os problemas.
4. Concentrar-se em Deus, mas deixar de integrar e educar de modo correto, a sua criança interior.
5. Comer incorretamente e não fazer exercícios físicos suficientes, o que resulta em doença física e limitação nos outros níveis.
6. Mergulhar profundamente na vida espiritual mas não reconhecer o plano psicológico, que precisa ser compreendido e dominado.
7. Desejos, desejos e mais desejos materiais.
8. Exercer poder sobre os outros depois de alcançar o sucesso.
9. Desligar-se demais das coisas da Terra, o que prejudica o corpo físico.
10. Tentar escapar da Terra, em vez de criar o Céu na Terra.
11. Ver apenas as aparências, em vez de observar a verdadeira realidade que está por detrás de todas as aparências.
12. Tentar tornar-se Deus, em vez de perceber que você já é o Eu Eterno, como todas as outras pessoas o são.
13. Não perceber que você é a causa de tudo.
14. Servir os outros totalmente, antes de se tornar auto-realizado dentro de si mesmo.
15. Pensar que existe algo que se possa chamar de raiva justificada. A raiva é uma armadilha perigosa.
16. Tornar-se um extremista, e não ser moderado em todas as coisas.
17. Pensar que precisa ser asceta para tornar-se um ser espiritual.
18. Tornar-se sisudo demais, deixando de ter alegria, felicidade e diversão suficientes na vida. Não há ascensão sem alegria.
19. Ser indisciplinado e deixar de perseverar incessantemente nas suas práticas espirituais.
20. Abandonar as práticas e estudos espirituais quando se envolve num relacionamento.
21. Dar prioridade a um relacionamento, em detrimento do si e do seu processo interno. Essa é outra armadilha traiçoeira.
22. Deixar que a criança interior governe a sua vida.
23. Ser crítico demais e duro demais para consigo mesmo.
24. Deixar-se enredar pelo glamour e ilusão dos poderes psíquicos.
25. Tomar posse do seu poder pessoal, mas não aprender ao mesmo tempo a submeter-se ao seu Cristo interno.
26. Abrir mão do seu poder pessoal quando estiver fisicamente cansado.
27. Esperar que Deus e os mestres ascensionados resolvam todos os seus problemas.
28. Viver no piloto automático e relaxar a vigilância.
29. Entregar o seu poder a entidades que se possam comunicar consigo.
30. Ler demais e não meditar o bastante.
31. Deixar que a sexualidade o domine, em vez de dominá-la.
32. Identificar-se excessivamente com seu corpo mental ou emocional, sem atingir o equilíbrio.
33. Pensar que precisa ser um canal para outras vozes, ver ou experimentar toda a espécie de fenômenos mediúnicos a fim de se tornar espiritualizado ou ascender.
34. Forçar a elevação da sua kundalini.
35. Forçar a abertura dos seus chacras.
36. Pensar que o seu caminho espiritual é melhor que o dos outros.
37. Julgar as pessoas em função do nível de iniciação que alcançaram.
38. Partilhar o seu nível "avançado" de iniciação com outras pessoas.
39. Contar aos outros o seu "bom trabalho espiritual", em vez de simplesmente centrar-se na sua humildade. “Não saiba a tua mão esquerda o que fez a tua mão direita”.
40. Pensar que as emoções negativas são algo imprescindível.
41. Isolar-se dos outros e achar que isso é ser espiritualista.
42. Considerar a Terra um lugar terrível.
43. Entregar o seu poder à astrologia ou à influência dos astros, como fatores externos e incontornáveis.
44. Apegar-se demais às coisas e às pessoas.
45. Viver desapegado demais com relação à vida; não se esforçar rumo ao desapego envolvido.
46. Viver preocupado demais com o eu; e não se dedicar o suficiente a servir os outros.
47. Enredar-se nas numerosas teorias equivocadas da psicologia tradicional, pois cada uma delas não passa de uma fina fatia da torta inteira.
48. Ser místico demais ou ocultista demais, e não se esforçar para integrar os dois lados.
49. Desistir no meio das grandes adversidades. Essa é uma das piores armadilhas. Nunca desista! Nunca, jamais deve desistir!
50. Achar que o sofrimento que o incomoda - seja em que nível for - não irá passar.
51. Concentrar-se demais no nível de iniciação que alcançou, ou aguardar com ansiedade exagerada o momento da ascensão, em vez de se preocupar com o trabalho que precisa ser feito.
52. Deixar-se enredar pelos poderes espirituais em vez de reconhecer que o amor é, de entre todos, o maior poder espiritual.
53. Denegrir outros grupos espiritualistas ou metafísicos, em vez de buscar o trabalho conjunto e a unificação, mesmo que esses grupos não estejam inteiramente sintonizados com todas as suas crenças.
54. Deixar-se enredar no dogma da religião tradicional, ou quaisquer outros dogmas.
55. Pensar que precisa de um sacerdote, que aja como intermediário entre si e Deus.
56. Usar as suas crenças espirituais para gerar divisão, elitismo ou uma condição especial indevida.
57. Tornar-se fanático demais pelas suas próprias crenças.
58. Achar que pode alcançar a iluminação por meio de drogas ou algum tipo de pílula mágica. Essa é uma das piores formas de ilusão!
59. Achar que outras pessoas não precisam trabalhar no seu caminho espiritual.
60. Sobrevalorizar o relacionamento com os filhos em detrimento das relações consigo mesmo e com o seu Cristo interno.
61. Enredar-se em todas as atrações deste mundo material, realmente fascinante.
62. Envolver-se demais no amor a uma só Pessoa, em vez de expandir seu amor para englobar muitas pessoas, e todos os outros, de forma incondicional.
63. Enredar-se na dualidade, em vez de buscar equilíbrio mental, paz interior e equidade em todos os momentos; se você não transcender a dualidade, continuará a sentir-se vítima da sua própria montanha-russa emocional, sacudindo-se de um lado para o outro entre os altos e baixos da vida. A alma e o espírito pensam com uma
consciência transcendente, que não tem ligação com essa lufa-lufa quotidiana.
64. Ser pai ou filho, mãe ou filha no relacionamento a dois, em vez de assumir a condição de adulto.
65. Pensar que precisa sofrer na vida. Isto é tremendamente falso!
66. Ser ou querer ser um mártir do caminho espiritual.
67. Precisar de controlar os outros.
68. Ter ambição espiritual.
69. Precisar de simpatia, amor ou aprovação.
70. Ter necessidade de ser um Mestre.
71. Ser hipersensível ou, no outro lado da moeda, duro demais.
72. Assumir responsabilidades no lugar dos outros.
73. Ser ou querer ser um salvador.
74. Servir por motivos egoístas e pensar que está a acumular mérito espiritual.
75. Pensar que é espiritualmente mais avançado do que realmente é; por outro lado, pensar que é menos avançado do que realmente é.
76. Ser famoso e cultivar a dependência da fama.
77. Dar importância indevida à busca da paixão ou da alma gêmea, e não perceber que a sua própria Alma - e a Mônada - são aquelas que, na verdade, o podem complementar e saciar interiormente.
78. Pensar que precisa de um relacionamento romântico para ser feliz.
79. Precisar ver-se no centro do palco; ou, no outro lado da moeda, preferir sempre esconder-se pelos cantos.
80. Trabalhar e esforçar-se demais, exaurindo-se fisicamente, ou, no outro lado da moeda, distrair-se demais e não se ocupar dos assuntos do Pai.
81. Buscar orientação em médiuns e não confiar na própria intuição.
82. Entregar-se, neste plano ou no plano interior, a mestres que não sejam ascensionados e que, logicamente, também têm uma compreensão e concepção limitadas da realidade.
83. Fazer do caminho espiritual um hobby, e não o "fogo devorador".
84. Perder tempo demais em frente da TV, na Internet, com jogos de vídeo, ou lendo romances fúteis, e assistindo a filmes violentos.
85. Gastar quantidades imensas de tempo e energia por falta de organização e administração adequada do tempo.
86. Pensar que discutir com os outros é algo que lhe sirva a si, ou sirva a outras pessoas.
87. Tentar vencer ou estar certo, em vez de se esforçar por amar e compreender.
88. Enfatizar demais a intuição, o intelecto, o sentimento e o instinto, em vez de perceber que tudo isso precisa ser equilibrado e integrado, cada qual na sua devida proporção; a cilada, aqui, é identificar-se excessivamente com um deles.
89. Devotar-se a um guru que o diminui e o divide, em vez de se dedicar ao Eu espiritual que é você mesmo, e cultivar o seu próprio Cristo interno.
90. Tentar permanecer aberto todo o tempo, em vez de saber como abrir e fechar o seu campo energético, de acordo com as necessidades.
91. Não saber dizer não aos outros, à criança interior ou ao ego negativo.
92. Pensar que a violência ou qualquer tipo de agressão contra os outros lhe vai trazer aquilo que você deseja, ou que sirva a Deus de algum modo.
93. Culpar Deus ou irritar-se com Ele ou contra os mestres ascensionados por causa dos próprios problemas.
94. Quando suas orações não forem atendidas, pensar que Deus e os mestres ascensionados não estão respondendo às suas preces.
95. Comparar-se com outras pessoas, em vez de perceber que somos únicos, e que as potencialidades, as circunstâncias e as vivências do outro não são as suas.
96. Pensar que ser pobre é ser espiritualizado. Pensar que é preciso ser rico para ser feliz e espiritualizado.
97. Comparar-se e competir com os outros por causa dos níveis de iniciação e ascensão.
98. Assumir o papel de vítima diante de outras pessoas ou do seu próprio corpo físico, emocional ou mental, desejos, cinco sentidos, ego negativo, eu inferior.
99. Estudar demais e não manifestar os seus conhecimentos no mundo real.
100. Pensar que o seu mau humor é a verdadeira realidade de Deus.
101. Pensar que o valor reside em fazer e alcançar coisas.
102. Pensar que você não precisa de se proteger espiritual, psicológica e fisicamente.
103. Pensar que glamour, ilusão, ego negativo, medo e separação, são a verdadeira realidade.
104. Usar açúcar, café e refrigerantes e outros estimulantes artificiais para obter energia física.
105. Tentar fazer tudo sozinho e não pedir a ajuda a Deus; ou, no outro lado da moeda, pedir a ajuda de Deus e não se ajudar a si mesmo.
106. Deixar de amar as pessoas porque elas o estão a tratar mal ou dando um exemplo negativo de egoísmo; não distinguir a pessoa de seu comportamento.
107. Perder a fé na realidade viva da Alma, da Mônada, de Deus e dos Mestres Ascensionados, e na capacidade que eles têm de ajudá-lo.
108. Pensar que apenas as outras pessoas podem atingir a ascensão, ou ser Luz no mundo, ou pelo menos não nesta vida.
109. Tentar atingir a ascensão para fugir dos problemas quotidianos.
110. Pensar que a Terra é uma prisão, e não reconhecê-la como um Paraíso em evolução.
“Tudo o que existe no universo divino é governado por leis - físicas, emocionais, mentais e espirituais. Aprendendo a compreender essas leis e tornando-se obediente a elas você trilhará o caminho da ascensão.”
Já estamos no Cinturão de Fótons

Muito se fala de 2012, mas pouco efetivamente se conhece. Segue um texto rápido e esclarecedor, para desmistificar um pouco a profecia e trazer uma linguagem simples, ofertando ânimo extra para nossas ações como sincronizadores biosféricos.

Imagem

O sistema solar gira em torno de Alcione, estrela central da Constelação de Plêiades. Esta foi a conclusão dos astrônomos Freidrich Wilhelm Bessel, Paul Otto Hesse, José Comas Solá e Edmund Halley, depois de estudos e cálculos minuciosos.


Nosso Sol é, portanto, a oitava estrela da constelação – localizada a aproximadamente 28 graus de Touro – e leva 26 mil anos para completar uma órbita ao redor de Alcione, movimento terrestre também conhecido como Precessão dos Equinócios.

A divisão desta órbita por doze resulta em 2.160, tempo de duração de cada era “astrológica” (Era de Peixes, Aquário, etc).

Imagem

Descobriu-se também que Alcione tem à sua volta um gigantesco anel, ou disco de radiação, em posição transversal ao plano das órbitas de seus sistemas (incluindo o nosso), que foi chamado de Cinturão de Fótons.

Um fóton consiste na decomposição ou divisão do elétron, sendo a mais ínfima partícula de energia eletromagnética, algo que ainda se desconhece na Terra. Detectado pela primeira vez em 1961, através de satélites, a descoberta do cinturão de fótons marca o início de uma expansão de consciência além da terceira dimensão. A ida do homem à Lua nos anos 60 simbolizou esta expansão, já que antes das viagens interplanetárias era impossível perceber o cinturão.

A cada dez mil anos o Sistema Solar penetra por dois mil anos no anel de fótons, ficando mais próximo de Alcione. A última vez que a Terra passou por ele foi durante a “Era de Leão”, há cerca de doze mil anos.Na Era de Aquário, que está se iniciando, ficaremos outros dois mil anos dentro deste disco de radiação. Todas as moléculas e átomos de nosso planeta passam por uma transformação sob a influência dos fótons, precisando se readaptar a novos parâmetros.

A excitação molecular cria um tipo de luz constante, permanente, que não é quente, uma luz sem temperatura, que não produz sombra ou escuridão. Talvez por isso os hinduístas chamem de “Era da Luz” os tempos que estão por vir.

Desde 1972, o Sistema Solar vem entrando no cinturão de fótons e em 1998 a sua metade já estará dentro dele. A Terra começou a penetrá-lo em 1987 e está gradativamente avançando, até 2.012, quando estará totalmente imersa em sua luz. De acordo com as cosmologias maia e asteca, 2.012 é o final de um ciclo de 104 mil anos, composto de quatro grandes ciclos maias e de quatro grandes eras astecas.

Humbatz Men, autor de origem maia, fala em “Los Calendários” sobre a vindoura “Idade Luz”. Bárbara Marciniak, autora de “Mensageiros do Amanhecer”, da Ground e “Earth”, da The Bear and Company e a astróloga Bárbara Hand Clow, que escreveu “A Agenda Pleiadiana”, da editora Madras, receberam várias canalizações de seres pleiadianos.

Essas revelações falam sobre as transformações que estão ocorrendo em nosso planeta e nas preparações tanto físicas quanto psíquicas a que precisamos nos submeter para realizarmos uma mudança dimensional.

Segundo as canalizações, as respostas sobre a vida e a morte não estão mais sendo encontradas na terceira dimensão. Um novo campo de percepção está disponível para aqueles que aprenderem a ver as coisas de uma outra forma.

Desde a década de oitenta, quando a Terra começou a entrar no Cinturão de Fótons, estamos nos sintonizando com a quarta dimensão e nos preparando para receber a radiação de Alcione, estrela de quinta dimensão. Zona arquetípica de sentimentos e sonhos, onde é possível o contato com planos mais elevados, a quarta dimensão é emocional e não física. As idéias nela geradas influenciam e detonam os acontecimentos na terceira dimensão, plano da materialização.

Segundo as canalizações, a esfera quadri-dimensional é regida pelas energias planetárias de nosso sistema solar, daí um trânsito de Marte, por exemplo, causar sentimentos de poder e ira. Para realizar esta expansão de consciência é preciso fazer uma limpeza, tanto no corpo físico como no emocional, e transmutar os elementais da segunda dimensão a nós agregados, chamados de miasmas. Responsáveis pelas doenças em nosso organismo, os miasmas são compostos de massas etéricas que carregam memórias genéticas ou de vidas passadas, memórias de doenças que ficaram encruadas e impregnadas devido a antibióticos, poluição, química ou radioatividade.

Segundo as canalizações, esses miasmas estão sendo intensamente ativados pelo Cinturão de Fótons. Os pensamentos negativos e os estados de turbulência, como o da raiva, também geram miasmas, que provocam bloqueios energéticos em nosso organismo. Trabalhar o corpo emocional através de diversos métodos terapêuticos – psicológicos, astrológicos ou corporais – ajuda a liberar as energias bloqueadas. A massagem, acupuntura, homeopatia, florais, meditação, yoga, o tai-chi, algumas danças, etc., são também técnicas de grande efetividade, pois mexem com o corpo sutil e abrem os canais de comunicação com outros planos universais.